Porto Alegre

21ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

  • 06/12/2017
  • 23:38
  • Atualização: 00:11

Independiente vira sobre o Flamengo e tem vantagem na final da Sul-Americana

Argentinos garantiram 2 a 1 na base da pressão e jogam por empate no Rio de Janeiro

Argentinos garantiram 2 a 1 na base da pressão e jogam por empate no Rio de Janeiro | Foto: Eitan Abramovich / AFP / CP

Argentinos garantiram 2 a 1 na base da pressão e jogam por empate no Rio de Janeiro | Foto: Eitan Abramovich / AFP / CP

  • Comentários
  • AE

O Independiente saiu na frente na decisão da Copa Sul-Americana. Nesta quarta-feira, o time da Argentina derrotou de virada o Flamengo por 2 a 1, no estádio Libertadores da América, em Avellaneda, na região metropolitana de Buenos Aires. Agora, jogará pelo empate na partida da volta, na próxima quarta, às 21h45min, no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro.

Para ser campeão no tempo normal, o Flamengo terá de vencer por dois ou mais gols de diferença. Como não há o desempate no número de gols marcados como visitante, qualquer vitória da equipe rubro-negra por um gol de vantagem levará a final para uma prorrogação e, se necessário, disputa por pênaltis.

O Flamengo tenta ser o quarto clube do Brasil a conquistar o título da Copa Sul-Americana. Os outros foram Inter (2008), São Paulo (2012) e Chapecoense (2016). Caso seja campeão, o time rubro-negro ajudará três rivais de acordo com a classificação final do Campeonato Brasileiro: na Copa Libertadores de 2018, Vasco entrará direto na fase de grupos e o Atlético Mineiro começará na fase preliminar. O Sport ganhará uma vaga na Sul-Americana de 2018.

Em campo, o Flamengo começou melhor a partida. Ocupando bem os espaços e muito bem na bola aérea, o time rubro-negro abriu o placar logo aos nove minutos. O lateral-esquerdo peruano Trauco cobrou falta da esquerda para dentro da área, o zagueiro Réver subiu mais alto do que os adversários e testou firme no canto direito do goleiro Campana.

Ainda melhor em campo, o Flamengo poderia ter feito o segundo gol em jogada parecida, mas o zagueiro Juan perdeu a chance aos 20 minutos. Pouco depois, aos 29, o Independiente empatou. Em rápido contra-ataque, Martín Benítez recebeu de Meza e ajeitou para o centroavante Gigliotti bater de chapa para marcar o gol.

Na segunda etapa, os argentinos viraram logo aos oito minutos. Ezequiel Barco recebeu na esquerda, passou de forma fácil pela marcação dobrada de Éverton Ribeiro e Willian Arão e cruzou para Meza bater de primeira, sem chances para o goleiro César.

Depois, até o final da partida, o Flamengo pressionou em busca do empate, mas não chegou a criar nenhuma chance real de gol. E levou alguns sustos nos contra-ataques do Independiente, mas o placar ficou mesmo nos 2 a 1 para os argentinos.