Correio do Povo | Notícias | Grêmio se classifica nos pênaltis contra o São Luiz

Porto Alegre

21ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, terça-feira, 21 de Maio de 2019

  • 22/04/2013
  • 23:12
  • Atualização: 23:28

Grêmio se classifica nos pênaltis contra o São Luiz

Após 0 a 0 no tempo normal, Tricolor enfrentará Juventude no Jaconi

  • Comentários
  • Laion Espíndula / Correio do Povo

A vaga para a semifinal da Taça Farroupilha, entre Grêmio e São Luiz, foi decidida com muito drama, nos pênaltis, na noite desta segunda-feira. O Tricolor não teve criatividade no setor ofensivo para superar o adversário durante os 90 minutos, e a partida na Arena terminou 0 a 0. Nas cobranças de pênalti, Danilo Baía errou e permitiu que o time da casa passasse de fase, sem errar nenhuma cobrança e vencendo por 5 a 3.

O Grêmio encara o Juventude na próxima fase do returno do Gauchão, neste final de semana. Com o resultado de empate diante do São Luiz, terá que buscar uma vaga na final da Taça Farroupilha no estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul, no próximo sábado.

Primeiro tempo sonolento

O primeiro tempo foi sonolento na Arena. Sem objetividade, o Grêmio tocou bola de um lado para o outro, mas não achou espaço no setor ofensivo. O São Luiz aproveitou que o Tricolor estava desfalcado e sem criatividade na armação para defender-se com segurança. 

Os primeiros 45 minutos de jogo foram tão truncados que a primeira chegada ofensiva do Tricolor ocorreu somente na marca dos sete minutos. O lateral Alex Telles cruzou para a área, procurando Hernán Barcos, mas Adão afastou conscientemente. Os levantamentos para a área continuaram nos minutos seguintes. Aos 12, Pará alçou na pequena área e a defesa afastou mais uma vez.

Em uma das poucas vezes em que foi para a frente, o São Luiz conseguiu a jogada mais perigosa do primeiro tempo. O placar marcava 28 minutos quando Juba recebeu livre no lado esquerdo. Enquanto invadia a área, ele foi derrubado por Bressan, mas Anderson Daronco não deu o pênalti pedido pelos jogadores visitantes.

O Grêmio continuou tocando bola e buscando se desvincilhar da marcação do time ijuiense. Na base de escanteios e faltas cobradas para a área, o Tricolor pressionava. Aos 37, o gol não saiu por centímetros. Após cobrança de escanteio, Barcos ficou livre na marca do pênalti, mas bateu prensado com o marcador e a bola foi para fora. No final, Pará arrancou da lateral para o meio e mandou uma bomba, que saiu pela linha de fundo.

Mudanças para o segundo tempo

Diante da falta de opção no ataque na primeira etapa, o técnico Vanderlei Luxemburgo mudou o time ainda no intervalo. O treinador sacou Fábio Aurélio, que estava improvisado como meia, e colocou o atacante Yuri Mamute. Com três homens no setor ofensivo, a pressão gremista aumentou nos minutos iniciais da etapa final.

Com dois minutos, o garoto Mamute arrancou pela direita e caiu após dividida com o zagueiro, dentro da área. O lance foi parecido com o do são Luiz no primeiro tempo, mas o juiz não marcou falta novamente.

No lance seguinte, Barcos acertou uma forte cabeçada na altura da marca do pênalti, e por muito pouco não marcou. O cruzamento saiu do lado direito na cabeça do Pirata, mas o goleiro deu um toque salvador após a conclusão.

A resposta do São Luiz veio aos 11 minutos. O meia Washington driblou dois na intermediária e, da entrada da área, finalizou cruzado para o gol. A bola passou muito perto da trave e assustou os gremistas.

O Grêmio seguiu no ataque como podia. Numa das cobranças de falta, Zé Roberto alçou a bola, o goleiro Oliveira saiu da meta, mas não alcançou a bola. A bola passou rápido e Cris não conseguiu completar.

São Luiz com um homem a menos

A pressão gremista aumentou ainda mais com a expulsão de um dos jogadores do São Luiz. Aos 17, Thiago Costa fez falta dura em Kleber no meio-campo e levou o segundo cartão amarelo. A partir daí, foi uma pilha de chances criadas pelo Tricolor no setor ofensivo.

Aos 22, Pará cobrou falta no cantinho e obrigou o arqueiro do São Luiz a tirar a bola com uma manchete. Depois foi a vez de Tony driblar com elegância na direita e cruzar na cabeça de Mamute. Só que o atacante cabeceou torto, desperdiçando a chance.

Um bombardeio gremista ocorreu na marca dos 34 minutos, com três arremates. Na primeira, Kleber acertou um forte chute dentro da área, mas Marcel tirou na linha. Depois, uma testada no segundo pau foi afastada novamente pela zaga. No rebote, a conclusão foi muito alta, para fora.

O final do jogo foi puro drama. Enquanto o São Luiz ficou todo atrás, com um homem a menos, o Tricolor tentou o gol nos minutos finais, para evitar os pênaltis. Aos 39, Biteco levou para a perna esquerda e chutou em direção ao ângulo, mas a bola foi para fora. Na sequência, um cruzamento perigoso foi desviado por Cris na área e Barcos não alcançou a bola no segundo pau por centímetros. A vaga só viria, a muito custo, nos pênaltis.

Gauchão 2013 - Quartas de final

Grêmio 0 ( 5 )

Dida; Pará (Tony), Cris, Bressan e Alex Telles; Matheus Biteco (Guilherme Biteco), Souza, Fábio Aurélio (Mamute) e Zé Roberto; Kleber e Barcos. Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

São Luiz 0 ( 3 )

Oliveira; Júnior Barbosa, Thiago Costa, Marcel e Adão; Chicão, Baiano, Washington e Marcos Paraná (Danilo Baía); Eraldo (Ícaro) e Juba. Técnico: Leandro Machado.

Cartões amarelos: Oliveira, Thiago Costa, Marcos Paraná, Júnior Barbosa (SL); Cris, Souza (G).

Vermelho: Thiago Costa (SL).

Público total: 16.164

Renda: R$ 506.356,00

Local: Arena do Grêmio.

Árbitro: Anderson Daronco, com José Javel Silveira e Alexandre Kleiniche.

Bookmark and Share

     Ouça o áudio: Ouça a narração do último pênalti na Rádio Guaíba

TAGS »